política

Botaram fogo na casa-grande

Por Lula Miranda no 247

casa-grande

Sob o falso pretexto de expulsar os “ratos” do PT, parte inconsequente da nossa elite conservadora resolveu botar fogo na casa-grande.

O caos financeiro e institucional no Rio de Janeiro e no Rio Grande do Sul, a invasão da Câmara por radicais e alguns lunáticos pedindo ‘intervenção militar’, a deposição de uma presidente por intermédio de um golpe jurídico-parlamentar, um país governado por bandidos, a falência de diversas empresas e a consequente demissão de centenas de milhares de trabalhadores, bem como a prisão de diversas autoridades da República (senadores, deputados, ministros, ex-ministros, governadores e ex-governadores) são apenas as “fulgurosas” chamas desse “incêndio”, que só aos incautos encanta.

É preciso ver para além das chamas. Para além da fumaça.

Quero só ver se vai aparecer algum bombeiro antes que o fogo, que já consumiu boa parte da casa-grande, consuma e destrua toda a nação.

Não se trata de querer preservar os malfeitos ou de ser leniente/conivente com a corrupção ou com a impunidade.

Mas será que para expulsar os “ratos” e os “cupins” que infestam a casa-grande, é mesmo necessário destruir o país, levando-o à completa ruína, ao caos?

Não teria sido mais prudente e consequente expulsar os “ratos” e os “cupins”, mas preservar a Casa? E assim, também, a senzala?

Por enquanto, os nossos chamados “líderes” e “homens públicos” que, quando pensam, só pensam em 2018, assistem a tudo à distância, impassíveis, inertes, covardes.

Enquanto isso… ardem as chamas.

Conseguiremos nos reerguer das cinzas?

3 pensamentos sobre “Botaram fogo na casa-grande

  1. É o que eu digo. Não tenha pressa, o dia de cada um ainda chegará. E o de alguns anda mais próximo do que pode imaginar!

    Tá na panela, come no mesmo bacanal, tá dentro!

    Primeiro levaram os negros
    Mas não me importei com isso
    Eu não era negro

    Em seguida levaram alguns operários
    Mas não me importei com isso
    Eu também não era operário

    Depois prenderam os miseráveis
    Mas não me importei com isso
    Porque eu não sou miserável

    Depois agarraram uns desempregados
    Mas como tenho meu emprego
    Também não me importei

    Agora estão me levando
    Mas já é tarde.
    Como eu não me importei com ninguém
    Ninguém se importa comigo.
    Bertolt Brecht

    BEM VINDOS AO INFERNO. BEM VINDOS AO FUTURO.
    > https://gustavohorta.wordpress.com/2016/11/13/bem-vindos-ao-inferno-bem-vindos-ao-futuro/

  2. Republicou isso em Gustavo Hortae comentado:
    É o que eu digo. Não tenha pressa, o dia de cada um ainda chegará. E o de alguns anda mais próximo do que pode imaginar!
    Tá na panela, come no mesmo bacanal, entrega na orgia, tá dentro!

    Primeiro levaram os negros
    Mas não me importei com isso
    Eu não era negro

    Em seguida levaram alguns operários
    Mas não me importei com isso
    Eu também não era operário

    Depois prenderam os miseráveis
    Mas não me importei com isso
    Porque eu não sou miserável

    Depois agarraram uns desempregados
    Mas como tenho meu emprego
    Também não me importei

    Agora estão me levando
    Mas já é tarde.
    Como eu não me importei com ninguém
    Ninguém se importa comigo.
    Bertolt Brecht

    BEM VINDOS AO INFERNO. BEM VINDOS AO FUTURO.
    > https://gustavohorta.wordpress.com/2016/11/13/bem-vindos-ao-inferno-bem-vindos-ao-futuro/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s