Educação/Greve/Rio Grande do Sul

Assembleia Geral do CPERS decide: se o 13° salário não for pago categoria fará greve por tempo indeterminado

cpers

Milhares de educadores se reuniram hoje na Assembleia Geral do CPERS/Sindicato, que teve como cenário de lutas o Gigantinho,
Entre as pautas de lutas discutidas pelos educadores ficou decidido que caso o governo Sartori (PMDB) não pague o 13º salário as notas dos estudantes não serão entregues, e professores e funcionários de escola entrarão em greve por tempo indeterminado.

Foram aprovadas também as seguintes mobilizações:

1 – Se o governo Sartori não pagar o 13º salário aos educadores até o dia 20 de dezembro, não serão entregues as notas dos estudantes e a categoria entrará em greve por tempo indeterminado;

2- Realizar Assembleia Geral no dia 08 de dezembro, no Ginásio Gigantinho, para organização da categoria contra o pacote de maldades que o governo Sartori vai apresentar nos próximos dias;

3- Realizar, nos Núcleos, atividades no dia 25 de novembro – Dia de Paralisação Contra os Ataques aos Direitos dos Trabalhadores. Orientar que sejam realizados Atos em frente a CREs, nas regiões onde for possível;

4 -Participar do Ato “Ocupa Brasília”, chamado pela CNTE, no dia 29/11/2016, em Brasília/DF;

5) Intensificar a mobilização com os demais sindicatos e com a comunidade em geral contra: o fechamento de turmas, de turnos e de escolas; as demissões de contratados, a Reforma do Ensino Médio, a PEC 55 (241), PL 190 – Lei da Mordaça, a Reforma da Previdência, a Reforma Trabalhista, os OSs, pelo Fora Temer e pelo Fora Sartori e seus aliados;

6) Realizar vigília, no período de 12 a 20 de dezembro, em frente ao Palácio Piratini, para exigir o pagamento do 13º salário e contra o pacote do Governo do Estado. Realizar Ato Estadual no dia 21 de dezembro;

7) Participar das Mobilizações do MUS – Movimento Unificado dos Servidores, contra os ataques e projetos do Governo que retiram direitos;

8) Enviar e-mails aos deputados e senadores exigindo apoio à luta dos trabalhadores;

9) Propor para a CNTE a convocação de Greve Geral dos Servidores Públicos;

10) Realizar Moção de Repúdio ao Prefeito de Santa Rosa;

11) Realizar Moção de Repúdio a CRE de Santa Rosa;

12) Realizar Moção de Repúdio a CRE de Osório;

13) Realizar Moção de Apoio aos Servidores Públicos da Prefeitura de São Francisco de Paula/RS.

Com informações do CPERS SINDICATO

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s