Uncategorized

Spray de gengibre, acesso limitado às galerias e votação às pressas: como foi a aprovação do PL 145

rsurgente

Manifestantes contrários ao projeto tiveram acesso limitado às galerias e protestaram contra falta de debate sobre o mesmo. (Foto: Guilherme Santos/Sul21) Manifestantes contrários ao projeto tiveram acesso limitado às galerias e protestaram contra falta de debate sobre o mesmo. (Foto: Guilherme Santos/Sul21)

A Assembleia Legislativa aprovou nesta terça-feira (29), em uma votação tumultuada e feita às pressas, o Projeto de Lei 145 que altera a política agrícola estadual para florestas plantadas, ampliando a possibilidade de plantio de lavouras de silvicultura e transferindo a fiscalização dessa atividade da Secretaria do Meio Ambiente para a pasta da Agricultura. O PL foi aprovado por 31 votos a 15. Votaram contra o projeto as bancadas do PT, do PSOL, do PCdoB, da Rede e a deputada Juliana Brizola, do PDT. Também foi aprovada uma emenda do deputado Gabriel Souza (PMDB), que altera a redação de alguns artigos do projeto.

O PL 145 altera a Lei nº 10.330/1994, que dispõe sobre a organização do Sistema Estadual de Proteção Ambiental e a Lei 9.519/1992, que institui o…

Ver o post original 830 mais palavras

Um pensamento sobre “Spray de gengibre, acesso limitado às galerias e votação às pressas: como foi a aprovação do PL 145

  1. Pingback: Spray de gengibre, acesso limitado às galerias e votação às pressas: como foi a aprovação do PL 145 | Luíz Müller Blog | O LADO ESCURO DA LUA

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s