trabalho

Para Maia, reforma trabalhista de Temer é ‘tímida’ e Justiça do Trabalho não deveria existir

Não é só a Reforma da Previdência. É um projeto de destruição de todos os direitos dos trabalhadores. É a luta de classes. Ela nunca deixou de existir. Mas o “pacto” sustentado pela inconteste liderança de Lula deu uma amenizada nela nos últimos anos. Agora a guerra esta estabelecida. Não há pacto possível agora. ascensão de trabalhadores pobres a classe média não é mais suportada pela retrógrada burguesia tupiniquim e nem pela subserviente classe média ignorante e serviçal.  E os Deputados  e Senadores do Congresso mais corrupto da história não deixarão de adquirir mais algumas benesses ou beijar algumas mãos da burguesia. Só os trabalhadores conscientes e seu papel de transformação é que poderão sustentar as mudanças necessárias. Mas só uma direção capaz de compreender a dimensão do que acontece, conseguirá dar a Classe Trabalhadora  a Juventude as bandeiras necessárias, para nas ruas exigir as mudanças. O Sistema esta podre, corrompido e em crise política. Hora de propor a Constituinte Exclusiva e Soberana para Reformar o Sistema e reduzir a possibilidade da eleição de corruptos. Inconscientemente,ao pedir o fim da corrupção e identificar todos os políticos como corruptos, o povo quer isto. Mas há que haver coragem para propor. A Greve Geral, que só o é, se for Política, será construída assim, no processo de conscientização do povo sobre os caminhos possíveis.   O problema não é a Previdência, que hoje unifica a todos, fazendo inclusive que Senadores da direita assinem a CPI da Previdência. Se chamarem os mesmos senadores a assinarem algo contra a Reforma Trabalhista, isto não ocorrerá. Leia a matéria a seguir, do insuspeito O GLOBO e do G1 e tire suas próprias conclusões:

Presidente da Câmara afirmou que legislação atual gerou desemprego e insegurança aos empregadores; em nota, presidente do TST, Ives Gandra Filho, disse discordar de Maia.

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta quarta-feira (8) que a proposta de reforma trabalhista enviada pelo governo Michel Temer ao Congresso é “tímida” e deve ser aprofundada pelos parlamentares.

Ao criticar a legislação trabalhista vigente que, segundo ele, gerou desemprego e insegurança para os empregadores, Maia também disse que os juízes do Trabalho vêm tomando decisões “irresponsáveis”.

Segundo o presidente da Câmara, tais decisões “quebraram”, por exemplo, “o sistema de hotel, bar e restaurantes no Rio de Janeiro” e, em sua opinião, a Justiça do Trabalho “não deveria nem existir”.

Em nota enviada pela assessoria de imprensa, o presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Ives Gandra Martins Filho, disse “discordar” da opinião de Rodrigo Maia e afirmou que a tendência mundial é da “especialização dos ramos do Judiciário” (leia a íntegra da nota ao final desta reportagem).

“Vamos votar a modernização das leis trabalhistas propostas pelo governo e achamos que a proposta do governo é tímida, apesar de o governo tentar nos convencer a votar o texto que veio do governo, eu acho que não, acho que precisamos avançar. Acho que há um consenso da sociedade que esse processo de proteção [do trabalhador] gerou desemprego, gerou insegurança e dificuldades pros empregos brasileiros. Acho que precisamos ter a coragem de dizer isso”, defendeu Maia.

“O excesso de regras no mercado de trabalho não gerou nada no Brasil e os juízes tomando decisões das mais irresponsáveis, quebraram o sistema de hotel, bar e restaurantes no Rio de Janeiro. O setor de serviço e de alimentação quebrou pela irresponsabilidade da Justiça do Trabalho no Rio de Janeiro. […] Foi quebrando todo mundo pela irresponsabilidade da Justiça brasileira, da Justiça do Trabalho, que não deveria nem existir”, complementou.

Ao final da declaração, durante entrevista em Brasília, o presidente da Câmara disse ainda que Temer “não vai gostar” das eventuais alterações que os deputados fizerem no projeto original de reforma trabalhista.

“Mas a Câmara precisa dar um passo além naquilo que está colocado no texto do governo”, concluiu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s