Sindical

AFOCEFE: 16ºSEFAZ terá enfoque no Controle Social como valor na Administração Pública

 

AFOCEFEO Afocefe Sindicato reuniu  lideranças e os membros do Conselho Deliberativo para divulgar o 16º Sefaz Debate, que será realizado no dia 7 de junho, no Teatro Dante Barone da Assembleia Legislativa.

‘’Devido a importância da discussão que promoveremos sobre a transparência, especialmente na receita, que reforça a atuação do Sindicato em debater e apresentar sugestões às questões para o desenvolvimento do Estado, contamos com o engajamento de toda categoria para que mobilize suas bases, convoque lideranças políticas de suas regiões para engrandecer ainda mais o debate’’, disse o presidente do Afocefe, Carlos De Martini Duarte. ‘’Precisamos desconstituir o discurso da crise, que prejudica servidores públicos, retira direitos dos trabalhadores e diminui a prestação de serviços públicos essenciais, enquanto se sonega R$ 7 bilhões ao ano no Estado, apenas em ICMS e se concede R$ 9 bilhões a empresas em benefícios fiscais’’, complementou De Martini.

O secretário-geral do Afocefe, Niro Afonso Pieper, apresentou o formato do evento, que será dividido em quatro painéis, com enfoque no controle social como valor na administração pública, a gestão dos créditos, a transparência nas desonerações e o suposto rombo nas contas previdenciárias. Também foram revelados os palestrantes e apresentados os materiais de divulgação.

De Martini enalteceu a participação da categoria nas mobilizações contra as reformas da previdência e trabalhistas, ocorridas em todo Estado. Destacou o engajamento dos Técnicos recentemente nomeados e a participação dos aposentados que se fizeram presentes em grande número. O presidente também falou da atividade de instalação da CPI dos Benefícios Fiscais na Assembleia Legislativa, com participação do Afocefe e demais 24 entidades. ‘’A meta agora é recolher 1 milhão de assinaturas da população para sensibilizar os deputados que ainda não assinaram o requerimento para que o façam ‘’, afirmou. Acrescentou que o propósito é buscar a legalidade e transparência dos benefícios, principalmente na fiscalização das contrapartidas.

Diversos membros do Conselho reforçaram os relatos sobre a precariedade do funcionamento das Turmas Volantes e Postos Fiscais, prejudicadas pela falta de policiais militares para prover a segurança das operações de fiscalização da circulação de cargas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s