Uncategorized

Quem será “xing-ling”, os relógios ou a delegada da PF?

“Se os relógios de Wagner forem, todos ou a maioria, réplicas chinesas quem vai ficar como ‘xing-ling’ é a Delegada Luciana Matutino Caires, que usou as supostas jóias como prova do ‘luxo’ do ex-governador”, diz o jornalista Fernando Brito, sobre a operação da Polícia Federal contra o ex-ministro Jaques Wagner; “Até este momento, o único ‘crime’ de Jaques Wagner é ser um político comprometido com o futuro da Bahia, do Brasil e do povo, ser do PT, ser amigo de Lula, e ser um ótimo candidato potencial a qualquer cargo que dependa do voto popular”, diz ele

Da Folha de S. Paulo:

(…) o ex-governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), afirmou que os relógios apreendidos pela Polícia Federal em seu apartamento são réplicas de originais.

“Como eu fui algumas vezes à China, eu comprei alguns relógios de réplica, chineses. Eu gosto de relógio, mas não ligo para marca. Esse aqui mesmo é uma réplica”, disse, apontando para um relógio que carregava no pulso esquerdo.

Wagner ainda afirmou que a delegada da Polícia Federal se precipitou ao falar que os relógios apreendidos eram luxuosos: “Espero que ela faça a perícia para constatar”.

Se os relógios de Wagner forem, todos ou a maioria, réplicas chinesas quem vai ficar como “xing-ling” é a Delegada Luciana Matutino Caires, que usou as supostas jóias como prova do “luxo” do ex-governador.

A ex-presidenta Dilma Rousseff, em nota, defendeu seu ex-ministro e condenou a forma que tomou a operação policial:

Uma ação que começa com as equipes de televisão se antecipando e, de forma surpreendente, chegando antes da polícia, é uma confissão explícita do seu objetivo político.

Uma ação de busca e apreensão que ocorre cinco anos depois da abertura do inquérito é no mínimo muito estranha e extemporânea.

Os objetivos midiáticos evidentes da operação de ontem mostram que a intenção não é a apuração dos fatos, mas a criação de factóides para atacar a reputação do ex-ministro e ex-governador Jaques Wagner.

Até este momento, o único “crime” de Jaques Wagner é ser um político comprometido com o futuro da Bahia, do Brasil e do povo, ser do PT, ser amigo de Lula, e ser um ótimo candidato potencial a qualquer cargo que dependa do voto popular.

Do Brasil 247

Um pensamento sobre “Quem será “xing-ling”, os relógios ou a delegada da PF?

  1. O grave problema é perseguição ao PT e ao Lula. Como a Globo não consegue fabricar o candidato das elites como fez com Fernando Collor em 1989 e havendo a hipótese do ex governador Jaques Wagner ser candidato fizeram mais uma armação ridícula e covarde. Será que a Polícia Federal, o MP, o Judiciário, acham que todo mundo é otário?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s