CoronaVírus/Educação/Rio Grande do Sul

Pesquisa aponta sobrecarga de trabalho de professores(as) estaduais do RS durante a pandemia

98% dos professores que responderam a pesquisa, afirmam que estão trabalhando uma carga horária superior a contratada.

Ao contrario do que se poderia pensar, há sobrecarga de trabalho para os Professores, muitos dos quais ensinam por EAD- Ensino a Distância e também fazem atendimento presencial, como mostra a pesquisa do CPERS realizada com milhares de Diretores, Professores, Pais, Alunos e Funcionários de Escolas. É Sintomático o exemplo a seguir:

“(…), tenho 13 turmas na média de 35 alunos, de níveis diferentes. É um atendimento personalizado. Isso que dificulta todo o trabalho e sobrecarrega o profissional, não tenho 100% de resposta de meus alunos, mesmo assim tenho 300 e-mails´s para responder, fora todos os outros meios de comunicação, isso se torna inviável”

A falta da internet e de equipamentos, a condição dos alunos, que possuem apenas celulares para acompanhar as aulas, a falta de diálogo com a SEDUC para esclarecimentos, professores que possuem internet e equipamento relatam que são ultrapassados/insuficientes não suportam os trabalhos que devem ser realizados, muitos não possuem câmera, microfone e trabalhar no Google Meet foi um problema recorrente nos relatos .

“Tu imagina, meus alunos da Vila Martinica, aqui em Viamão. Alguns têm um aparelho celular, mas boa parte não tem nada”, conta. Ele próprio está tendo dificuldade para trabalhar de casa: “A Secretaria de Educação mandou um aplicativo que é tipo um caderno de chamada virtual, mas no meu celularzinho eu não consigo abrir”.

Citação extraída do Jornal Extra Classe

45,07% dos que responderam, apontam que 1/3 dos alunos consegue participar plenamente das atividades remotas digitais, o que faz aumentar o esforço das professoras em “correr atrás dos alunos”, como é possível ver na fala da professora que citei acima.

Ensino a Distância é uma novidade da Rede de Educação do Estado, mas 6 meses de pandemia deveriam ter sido suficientes para o governo preparar os professores para a nova realidade, construindo uma metodologia capaz de incorporar o Ensino a Distância ao sistema de educação existente.

Mas a pesquisa aponta que não é isto que esta ocorrendo:

Os professores na sua maioria atribuíram uma nota baixa para a organização, a clareza e a qualidade das instruções enviadas pela mantenedora para a condução dos trabalhos durante a pandemia.

Entre as críticas mais recorrentes foram citadas as determinações impositivas pela SEDUC desprezando as realidades locais, informações desencontradas entre CRE e SEDUC e Direção de escola, ausência de um canal de apoio (suporte) para a utilização dos instrumentos digitais, falta de respeito em relação a Lei de Gestão Democrática, excesso de lives cansativas, sem objetividade e que não esclarecem as principais dúvidas, exigências excessivas por parte da mantenedora, sem prazo para execução.


Além disso, 18% dos professores responderam que não possuem equipamentos (PC ou notebook) necessários para realizar o trabalho a distância. Desses, 48% indicou que está utilizando equipamentos emprestados, sendo que apenas 1% informou que seja emprestado da escola.
40% dos professores, informaram que a Internet que tem acesso NÃO é suficiente para realizar o trabalho a distância com qualidade.


98% dos professores afirmam que estão trabalhando uma carga horária superior a contratada.

Este blogueiro tem visto o incomensurável esforço de Professores que não tem nem equipamentos adequados e nem lhes foi apresentada uma metodologia adequada para o ensino a distância para nossas crianças e jovens.

Professores que tem seus salários atrasados há mais de cinco anos e muitos deles tem descontos que levam metade ou mais de seus já baixos salários, além de terem esta sobrecarga de trabalho apontada muito claramente nos exemplos e na pesquisa, tem um grande desgaste emocional que será pauta para outro artigo aqui no Blog.

Aliás, pra quem quer ver a pesquisa toda, pode baixar ela clicando no link a seguir:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s