Uncategorized

Lava Jato quebra sigilo telefônico do PT e não encontra nada

A Farsa da Lava Jato continua acontecendo e maculando a justiça brasileira: Rompendo com todos os limites dos princípios democráticos, a força-tarefa da Lava Jato quebrou o sigilo telefônico do Partido dos Trabalhadores em novembro de 2015. Naquela altura, estava mais do que declarada a guerra a um único partido político. Por que não quebrar o sigilo dos demais partidos, apenas do PT?

Nem mesmo a ditadura ousou tanto.

Sede-do-PT-

Durante quatro meses, a turma de Curitiba teve acesso a dados sigilosos do partido. Todas as linhas telefônicas utilizadas por João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT, tiveram seus sigilos quebrados entre julho de 2010 e julho de 2015.

Não encontraram nada. Não existe nada que possa incriminar Vaccari, como tanto desejam. E na falta de provas utilizam a parceria da mídia para forjarem manchetes que passam a falsa sensação de que há mais evidências contra o ex-tesoureiro do PT. Não há!

A única relação mirabolante que conseguiram fazer foi contar a quantidade de vezes que Vaccari falou com o empresário Augusto Mendonça e com o diretor da Rede Brasil Atual, Paulo Salvador, ao longo dos últimos cinco anos. É possível conferir no Blog Porta-Voz da Lava Jato. O restante da matéria é um copia e cola de informações distorcidas, mas com a clara intenção de construir uma narrativa que criminaliza as ações de Vaccari.

Ora, o ex-tesoureiro do PT está preso desde abril do ano passado e a força-tarefa tem há quatro meses a quebra de sigilo telefônico dos últimos cinco anos, mas tudo o que conseguiram de provas foi a quantidade de ligações telefônicas entre ele e um empresário que confirmou ter feito doações oficiais ao PT? E daí? É impossível acreditar que não tiveram tempo de procurar algo de concreto que incriminasse Vaccari. Estão desde 2014 tentando. Já devastaram até mesmo a vida de sua família e não encontraram nada.

Confira o que diz Augusto Mendonça sobre Vaccari em sua delação 

Sem contar que é difícil acreditar que, depois da agilidade como operou Sergio Moro ao deflagrar a operação Acarajé, não tiveram tempo de verificar e achar algo na quebra de sigilo telefônico do ex-tesoureiro do PT. Não tem o que achar.

É mais do que natural que Vaccari, na condição de tesoureiro, tenha entrado em contato com diversos empresários, lideranças políticas ou pessoas que fazem parte do universo político.

O fato concreto é que todas as doações de campanha ocorreram por meio de transação bancária, com emissão de recibos, lançamentos contábeis e foram submetidas à análise e aprovação do Tribunal Superior Eleitoral. E é isso que a Lava Jato se recusa a aceitar.

Transformaram a operação em um instrumento de luta política e não vão parar até atingir o objetivo final, que é estrangular o projeto político vitorioso nas urnas e sangrar a imagem da principal liderança política que esse país forjou nas últimas décadas. Só assim terão a certeza de que seus amigos terão passe livre para voltar ao poder.

Depois de toda essa devassa na vida política, privada e partidária de Vaccari, imagine se a Lava Jato se depara com situações como contas e apartamentos no exterior, pensão via Brasif à ex-amante para esconder aborto e um filho, contratação de funcionária fantasma para trabalhar em projeto sigiloso, e avião à disposição da esposa para fazer mais vôos do que todos os secretários que compõe um governo.

Vaccari é honesto. Está sendo perseguido pela sua competência e por fazer parte de um projeto político que transformou o Brasil, distribuiu renda e fez com os pobres deste país passassem a andar de cabeça erguida.

É isso o que eles não admitem!

Leia também:
– Delatores se contradizem sobre Vaccari
– Doação aos partidos é para obter vantagem, afirma Ricardo Pessoa
– 
PSDB de Alckmin recebeu 92% das doações de empresas investigadas pela Lava Jato
– 
Por que doações ao PT são propinas e aos demais partidos ‘contribuição eleitoral’?
– Por que o tesoureiro do PSDB e dos demais partidos não estão na cadeia?
– Relatório da CPI da Petrobras aponta que doações ao PSDB ocorreram em datas próximas aos pagamentos da Petrobras aos consórcios
– Sobre financiamento de campanha, corrupção e hipocrisia
– Acesse a íntegra do documento “Em defesa do PT, da verdade e da democracia”
– 
Acesse o Dossiê ‘Verdade sobre Vaccari’

Do Blog A Verdade Sobre Vacari

3 pensamentos sobre “Lava Jato quebra sigilo telefônico do PT e não encontra nada

  1. E o TSE faz o que perante as transações legais e passadas por banco, indicando tudo conforme a lei?
    Não lembro se já pronunciou a favor da legalidade.
    Do jeito que as coisas vão, penso; quem se salva ou será honesto em dizer algo em favor, por mais que seja legal, TSE? STF? PF? Moro? MP?
    Sei não…

    Curtir

  2. “Lava Jato quebra sigilo telefônico do PT e não encontra nada” – TODAVIA A QUADRILHA VAI CONTINUAR PROCURANDO ATÉ VER SE ACHA ALGUMA COISA; MESMO QUE TANTO E TANTAS JÁ TENHAM SIDO ENCONTRADAS EM SEUS PARES NESTA DIREITA FASCISTA SEM NADA ACONTECER.

    Prefiro ser petralha! Mas, com certeza.
    A direita, nunca mais!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s