Uncategorized

Magistério público gaúcho completa uma semana de greve histórica por melhorias na Educação Pública

CTB Educação - RS

Em ato em frente ao Palácio Piratini (do governo do Rio Grande do Sul), a vice-presidenta do Centro dos Professores do Estado do Rio Grande do Sul (Cpers-Sindicato), Solange da Silva Carvalho, conta que o protesto desta terça-feira (12) acontece para obrigar o governador José Ivo Sartori (PMDB) a dialogar com a categoria.

Neste momento, educadoras e educadores gaúchos, estudantes e comunidade escolar, servidores de diversos setores do funcionalismo público, movimentos sociais e população em geral ocupam a Praça da Matriz, em frente ao Palácio Piratini, realizando um grande ato em apoio à greve do magistério da rede pública estadual.

“Paralisamos nossas atividades na terça-feira (5) porque estamos sem reajuste há 21 meses”, diz.

Ela afirma ainda que essa já é a maior greve da história do magistério gaúcho com adesão de 70% da categoria em todo o estado. “Alcançamos inclusive cidades que historicamente não participavam das greves”, reforça.

Ela…

Ver o post original 381 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s