Porto Alegre/Rio Grande do Sul

Taxistas querem Lei mais justa dos Táxis em POA e política estadual de incentivo ao trabalho

 Taxis_Reunião Nelsinho (5)

O gabinete do vereador Adeli Sell pautou o deputado estadual, Nelsinho Metalúrgico quanto a necessidade de debate do trabalho dos taxistas no Rio Grande do Sul.

Participaram do encontro, além da assessoria do vereador Adeli Sell e o deputado, taxistas de Porto Alegre, Montenegro e São Sebastião do Caí.

 Na oportunidade, os taxistas relataram todas as dificuldades de trabalho causadas pela interferência do transporte via aplicativos, a insegurança, elevação de tributos, sucessão no táxi e proposta de mudança na Legislação, em especial em Porto Alegre.

Em espaço de fala, o taxista, supervisor do Ponto do Triângulo (Porto Slegre), Artur Goulart se manifestou em nome do grupo, pedindo apoio ao deputado para que uma audiência pública seja realizada em Assembleia, para que os taxistas possam falar sobre a temática com todos os deputados. “Estamos nos organizando para qualificar cada vez mais nossos trabalhos, mas precisamos de alguns incentivos. Entre eles, gostaríamos de apoio para articular propostas de redução de ICMS sob as peças de manutenção dos táxis, isenção em pedágios (para quando efetuarmos deslocamentos longos), possibilidade de convênios com órgãos públicos, para que servidores se utilizem, com desconto dos nossos serviços, bem como uma parceria entre o Banrisul e os taxistas quanto a oferta, com preço reduzido da máquina de cartão de crédito. ”

Além de Artur, os taxistas de Porto Alegre, Lisandro Zwiernik, Morgan Mattos, Rafael da Silva, bem como Valdori Matos (São Sebastião do Caí), Roberto Nonemacher (Montengro) se manifestaram, relatando dificuldades e dando ideias sobre como o sistema poderia melhorar com o apoio de autoridades de todo o país.

Lembrando que em julho o Executivo enviou para a Câmara de Vereadores o Projeto de Lei 2057/17 que propõe alterar leis de monitoramento dos táxis na Capital, redefine as condições para emissão da Identidade do Condutor de Transporte Público (ICTP), cria a Categoria Executiva, propõe normas de comportamento para motoristas, estabelece o controle biométrico, a obrigatoriedade de se associar a um aplicativo (app), a implantação do exame toxicológico, a proibição de carros 1.0, a criação de taxa de gerenciamento operacional e a possibilidade de pagamento por meio de cartões de crédito ou débito.

Na opinião do vereador Adeli Sell, algumas dessas medidas inviabilizam e atrapalham os profissionais. “Por esta razão, estamos estudando o projeto e propondo sete emendas que flexibilizam o sistema, qualificam o trabalho e os serviços. Estamos também discutindo com a classe de taxistas para encontrar boas alternativas de melhoria e adequação do PL enviado pela prefeitura ”.

 Como encaminhamento da reunião do dia 29, decidiu-se pela a criação de uma associação para, junto com o vereador Adeli e o deputado Nelsinho, discutir as proposições dos taxistas junto ao Banrisul, Governo do Estado e Executivo de Porto Alegre. Uma reunião ampliada, com a presença de taxistas de Porto Alegre e região metropolitana ficou marcada para o dia 14 de dezembro, na AL. Outras informações pelo fone: 3220-4259.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s