ELEIÇÕES 2018/Rio Grande do Sul

EMPRESÁRIOS GUASCAS ESCANCARAM A LUTA DE CLASSES NAS ELEIÇÕES DE 2018 NO RIO GRANDE

Empresários Gaúchos gaúchos excluem de debate todos os candidatos que se reivindicam dos trabalhadores! Corroboram o que Bresser Pereira já vinha dizendo:
Luta de Classes RS

Do Jornal do Comércio

Bresser Pereira: “Nos últimos dois anos a Luta de Classes voltou com força.Não pelos Trabalhadores, mas pela Burguesia”(Este é o título de um artigo do Bresser. Para acessar, clique aqui)

A frase é de Bresser Pereira, ex Ministro do Tucano Fernando Henrique Cardoso. Dói ouvir isto de gente do lado de lá. Mas é a mais pura verdade. O PT, partido forjados nas lutas históricas dos trabalhadores brasileiros e caudatário de várias forças políticas de esquerda, parece ter esquecido seu papel na luta de classes, qual seja, representar os trabalhadores. Parte do PT se deixou levar por uma lorota intelectual nascida no seio do Palácio do Planalto, de que estava surgindo uma tal “nova classe média” no Brasil. Alguns próceres inclusive lançaram livros ensaiando uma teoria para esta “nova classe” que nascia no Brasil. A luta de classes nunca deixou de existir. Ela esta bem viva, mas sem elaboração política para a classe que representa, qual seja, a Classe Trabalhadora,rapidamente o PT é triturado pela campanha do ódio de classe a que também se refere Bresser Pereira. Vai parte da Entrevista de Bresser dada a Folha e reproduzida pelo Conversa Afiada:

RICOS NUTREM ÓDIO AO PT, DIZ EX-MINISTRO

(…)

Aí (com a reeleiçao da Dilma) surgiu um fenômeno que eu nunca tinha visto no Brasil. De repente, vi um ódio coletivo da classe alta, dos ricos, contra um partido e uma presidente. Não era preocupação ou medo. Era ódio.

Esse ódio decorreu do fato de se ter um governo, pela primeira vez, que é de centro-esquerda e que se conservou de esquerda. Fez compromissos, mas não se entregou. Continua defendendo os pobres contra os ricos. O ódio decorre do fato de que o governo revelou uma preferência forte e clara pelos trabalhadores e pelos pobres. Não deu à classe rica, aos rentistas.

Mas os rentistas tiveram bons ganhos com Lula e Dilma, não?
Não. Com Dilma, a taxa de juros tinha caído para 2%. Isso, mais o mau resultado econômico, a inflação e o mensalão, articularam a direita. Nos dois últimos anos da Dilma, a luta de classes voltou com força. Não por parte dos trabalhadores, mas por parte da burguesia que está infeliz.

Ao ganhar, Dilma adotou o programa dos conservadores?
Isso é uma confusão muito grande. Quando se precisa fazer o ajuste fiscal vira ortodoxo? Não faz sentido. Quando Dilma faz ajuste ela não está sendo ortodoxa. Está fazendo o que tem que fazer. Havia abusos nas vantagens da previdência. Subsídios e isenções foram equívocos. Nada mais desenvolvimentista do que tirar isso e reestabelecer as finanças. Em vez de dar incentivo, tem que dar é câmbio. E de forma sustentada.

Dilma chamou [o ministro da Fazenda] Joaquim Levy por uma questão de sobrevivência. Ela tinha perdido o apoio na sociedade, formada por quem tem poder. A divisão que ocorreu nos dois últimos anos foi violenta. Quando os liberais e os ricos perderam a eleição, muito antidemocraticamente não aceitaram isso e continuaram de armas em punho. De repente, voltávamos ao udenismo e ao golpismo. Não há chance de isso funcionar.

O subserviente e retrógrado empresariado guasca abre as porteiras para o fascismo que já se assanha com rebenques em riste contra estudantes e espancando mulheres que demonstravam apoio a Lula .

Denunciando a vergonhosa postura dos empresários que tem medo do debate até dentro de suas próprias trincheiras, o Deputado Adão Villaverde escreveu sabias palavras em seu Twitter:

Villaverde

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s