Lava Jato

Emprego milionário de Moro em empresa americana por quebrar Odebrecht seria propina ou “comissão” por crime Lesa Pátria?

Odebrecht e Camargo Correia estão sob gestão judicial da empresa americana Alvarez @ Marsal. Agora Moro, que jogou as empresas nas mãos dos americanos, é premiado com um cargo milionário. É provável que o grande objetivo da Lava Jato nem fosse perseguir Lula. O objetivo era quebrar a credibilidade das empresas brasileiras da Construção Pesada, Naval e petrolíferas no mundo. E a Lava Jato fez o serviço. Com delações premiadas, sem provas, o que é comum no mundo dos negócios das grandes multinacionais, como Lobby por exemplo, virou “corrupção”. E baseados nesta falsificação, Moro, Dallagnol e seus asseclas quebraram TODAS as grandes multinacionais brasileiras. E com ODEBRACHT, CANMARGO CORREIA, OAS e outras agora quebradas, se foram também milhões de empregos. E como a elite tupiniquim não passa de “capitão do Mato” do capital internacional, e a esquerda se dividiu, com uma parte apoiando a Lava Jato por inteiro e a outra dizendo que tinha problemas, mas que a tal “corrupção” identificada pela camarilha de Curitiba tinha mesmo que ser combatida, a trupe foi bem mais longe e aproveitou pra criminalizar também o maior líder que a Classe Trabalhadora brasileira produziu no Século 20 e ainda tentou quebrar o Símbolo da organização Política da Classe, o PT.

Agora Moro esta recebendo o pagamento pelos serviços prestados aos americanos. Um emprego onde ganhará mais de R$ 500 mil por mês.

Mas a OAB – Ordem dos Advogados do Brasil esta reagindo. E espero mesmo que também este incidente ajude a acordar mais algumas gentes que acreditam que o grande problema do Brasil era a …corrupção, justamente na época em que tínhamos pleno emprego, salário e renda pra todos os brasileiros.

Tribunal de Ética da OAB-SP proíbe Moro de advogar para Alvarez & Marsal

Esta empresa

No CONJUR

O Tribunal de Ética e Disciplina da seccional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil notificou o ex-juiz e ex-ministro da Justiça Sergio Moro para reiterar que é vedada a prática de atividade privativa da advocacia aos clientes da consultoria Alvarez & Marsal, da qual Moro se tornou sócio-diretor.

documento, obtido pela ConJur, é assinado pelo presidente do TED, o advogado Carlos Kauffmann.

O texto alerta que Moro não pode praticar atividade privativa da advocacia para clientes da A&M, sob pena de adoção de medidas administrativas e judiciais pertinentes.

A notificação também lembra que as empresas de consultoria são expressamente proibidas de “prestar serviços jurídicos a seus clientes, incluindo assessoria e consultoria jurídica, nem mesmo por advogados internos, independentemente do cargo ou função exercidos”.

No último domingo (29/11), Moro anunciou que havia sido contratado pela consultoria norte-americana Alvarez and Marsal. A empresa é responsável pela administração judicial da Odebrecht, uma das companhias mais afetadas por decisões do ex-juiz da “lava jato”.

A consultoria também faz assessoria financeira na recuperação da Sete Brasil, além de ter sido contratada pela Queiroz Galvão para reestruturação do grupo. Todas essas empresas estão em situação econômica delicada desde que foram devassadas pela “lava jato”. A contratação levantou um debate ético entre a comunidade jurídica.

Recentemente, o OAB rejeitou uma requisição feita pelo Ministério das Relações Exteriores para que a entidade flexibilizasse as regras de atuação dos advogados estrangeiros no país. O posicionamento foi votado na sessão do pleno do Conselho Federal em 5 de novembro.

Pouco depois do anúncio de sua contratação para A&M, Moro destacou que a natureza de suas funções na empresa não se relaciona a atividades privativas da advocacia. De todo modo, a vedação agora está oficializada.

Clique aqui para ler a notificação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s