Uncategorized

COVID-19: Tragédia de Manaus se repete em Porto Alegre e pessoas já morrem na fila, por que muito mais doentes do que leitos

Se confirma neste sábado na mídia nacional, o que este Blog já tinha dito no artigo COVID-19: Manaus é Aqui! Em Porto Alegre médicos já são obrigados a escolher entre quem vai ser atendido e quem pode até morrer publicado há duas semanas atrás.

Era de se esperar, depois do Prefeito distribuir Kits Cloroquina e conclamar o povo a dar sua vida pela economia da Cidade.

Segue artigo de Marcelo Hailer na Revista FÓRUM

Cidades da região metropolitana também estão com o sistema de saúde colapsado

Por Marcelo Hailer 

Foto: Prefeitura de Manaus

O Rio Grande do Sul repete a tragédia de Manaus e está, neste sábado (6), com mais de 100% das UTIs lotadas. Segundo informações do sistema de Saúde, até o começo da tarde de hoje a ocupação estava em 102%. São 3.089 pacientes para 3.005 leitos.

Na capital, Porto Alegre, 153 pacientes estavam na emergência aguardando por uma vaga em leitos críticos. Destes, 135 estão com Covid-19 e 19 têm outras doenças.

O Hospital da Independência, que fica em Porto Alegre, tinha, até as 13h, 68 pacientes em UTI adulto para apenas 20 leitos. Uma ocupação de 340%.

Além da capital gaúcha, outras cidades também estão em estado crítico. Novo Hamburgo, que fica na região Metropolitana de Porto Alegre, tem 96 pacientes de UTI Adulto em 80 leitos. Uma ocupação de 120%.

Lajeado, no Vale do Taquari, está com a ocupação de leitos de UTI adulto em 155,8%. Os leitos destinados para Covid, fora da UTI, estavam com uma ocupação de 265%.

O prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo (PMDB), cometeu um ato falho e sugeriu que as pessoas deveriam contribuir com suas próprias vidas para salvar a economia da cidade, em um provável ato falho.

“Tivemos uma profunda discussão, de fechar parques, praças e orlas. Queremos fazer um apelo à população. Não ocupem os espaços públicos. Nós não vamos, em um primeiro momento, fechar a orla, mas se a população não atender o pedido do governo, nós vamos fechar. Não gostamos de fazer nada por decreto. Contribua com sua família, sua cidade, sua vida para que a gente salve a economia do município de Porto Alegre”, disparou o prefeito.

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s