PORTO ALEGRE:A BUROCRACIA ESTÁ MATANDO A CIDADE
Porto Alegre

PORTO ALEGRE:A BUROCRACIA ESTÁ MATANDO A CIDADE

Por Adeli Sell* Os dirigentes municipais fizeram um alarde aos quatro ventos quando a “ENDEAVOR” – https://endeavor.org.br/ – doou para a Prefeitura Municipal de Porto Alegre algo em torno de um milhão e seiscentos mil reais para agilizar processos de legalização de empresas. Prometia-se resolver as demoras de quase um ano para menos de 60 … Continuar lendo

Brasil/economia

Os “patos” agora querem conteúdo nacional na Petrobras?

POR FERNANDO BRITO no TIJOLAÇO   Alertado pelo GGN, de Luís Nassif, vejo na Folha que os líderes de “pataquada” – a Fiesp e a Firjan – agora querem que Michel Temer reverta as mudanças anunciadas que praticamente extinguem a exigência de conteúdo nacional na construção das plataformas e demais equipamentos de exploração de petróleo. Os “campeões … Continuar lendo

Fiesp apoiou o golpe, mas indústria continua a demitir. Agora, vai para Cuba fazer negócios.
economia

Fiesp apoiou o golpe, mas indústria continua a demitir. Agora, vai para Cuba fazer negócios.

Da Carta Campinas A Fiesp (Federação das Indústrias de São Paulo), liderada por Paulo Skaf (PMDB-SP), e que teve um amplo protagonismo no golpe jurídico-parlamentar deste ano, continua a demitir trabalhadores e já espera fechar 2016 com 165 mil vagas a menos no setor. O golpe dividiu a sociedade, estabeleceu uma guerra política, rompeu as … Continuar lendo

economia

Temer “entrega”BB e Caixa ao “Mercado”:Juros dos Bancos Públicos agora são mais caros que dos privados

CAIXA E BB AGORA TÊM JUROS MAIS ALTOS DO QUE BANCOS PRIVADOS A política de manter os bancos públicos com taxas de juros mais baixas, adotada pelos governos de Lula e Dilma, foi deixada para trás com Michel Temer; o movimento foi suficiente para mudar radicalmente o ranking do crédito do Banco Central; se no passado recente … Continuar lendo

Uncategorized

Empresas sonegam R$ 272 bilhões de impostos no Brasil e destroem a concorrência

Da Carta Campinas As 135 pessoas físicas e empresas que mais devem impostos federais acumulam, juntas, uma dívida da ordem de R$ 272,1 bilhões. A quantia não só equivale a 20% de toda a dívida ativa da União, como seria suficiente para cobrir, com folga, o déficit fiscal do país previsto para este ano e … Continuar lendo

Uncategorized

A FEDERAÇÃO DAS INDÚTRIAS DE MINAS GERAIS É CONTRA O GOLPE

POR CONSUELO DIEGUEZ na PIAUÍ Olavo Machado Junior, presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais, tem enfrentado dois graves problemas nos últimos tempos. Para Olavo Machado Junior, Presidente da Federação das Indústrias de Minas Gerais, o impeachment da Presidenta Dilma , no centro das discussões de federações coirmãs, como as do Rio … Continuar lendo