privatização/Rio Grande do Sul

Sulgás tem lucro de R$ 120 milhões em 2016 mas Sartori quer vender

sulgas

A empresa dá lucro de R$ 120 milhões e ainda retorna 25% de ICMS sobre todo o gás consumido no RS para os cofres do Estado. Igualzinho a CEEE e a CRM, que Sartori também quer vender. Por que vender? Simples. Metem o terror no povo, dizendo que o Estado esta quebrado, como fazem toda vez que assumem o governo e dizem que vão vender o patrimônio público e demitir servidores pra resolver a situação. Há 30 anos pelo menos, é a mesma ladainha. Tudo para que a iniciativa privada possa abocanhar mais estas lucrativas empresas. Já os governantes, ah, estes se locupletam com altas comissões ou posteriores cargos na iniciativa privada. Lembram do Brito? Virou Conselheiro de empresas que beneficiou. Depois virou Presidente do Conselho da Empresa Azaleia, beneficiada por bilhões de reais de isenções de ICMS e outros tributos. Ele não foi reeleito, mas garantiu o seu futuro nas empresas para as quais vendeu o que era patrimônio público, nosso, dos gaúchos. (Comentário do Blogueiro)

Com Informações do Correio do Povo

Empresa é uma das quatro que o governador Sartori anunciou projeto de vender

A Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul (Sulgás) , que o governador Sartori anunciou nessa segunda-feira que tem interesse em privatizar ou federalizar, deverá ter lucro de até R$ 120 milhões ainda neste ano. Desse total projetado, cerca de um quarto, até R$ 30 milhões, devem ser repassados aos cofres do Estado. Apesar do saldo positivo, o governo deseja vender a Sulgás à iniciativa privada, sob argumento de que a empresa “apresenta resultados insuficientes frente aos grandes investimentos necessários à ampliação do fornecimento de gás, principalmente para a área industrial”.

 

O presidente da Associação dos Empregados da Sulgás, Neimar Blanc, avalia que a venda de uma empresa que tem balanço positivo é uma medida lucrativa a curto prazo, mas não será vantajosa a médio e longo prazos. “A gente vê com muita tristeza o entendimento do governo. Vai ser morta a vaca leiteira”, diz Blanc.

A Sulgás atende hoje a 121 indústrias, 670 estabelecimentos comerciais e 82 postos de GNV, distribuindo e comercializando o gás oriundo do Gasoduto Brasil-Bolívia. A Sulgás conta hoje com mil quilômetros de rede de distribuição canalizada, que distribuem 1,93 milhão de metros cúbicos por dia de gás natural.

Comentário do Blogueiro: Agora leia o que diz Bragagnolo, Presidente da Empresa: Ele c oncorda com a venda, por ele é do PSB e apóia Sartori, mas diz que não há motivo para vender a empresa que é lucrativa.

O presidente da Sulgás, Claudemir Bragagnolo (PSB), diz que apoia a venda da empresa uma vez que seu partido faz parte da base aliada do governo Sartori. “A Sulgás historicamente tem resultado positivo, em torno de R$ 50 milhões (de lucro por ano). Esse ano, deveremos fechar em R$ 120 milhões. Temos que entender o momento do governo, o projeto do governo, a situação que o Estado vem ao longo do tempo. Evidentemente que, por resultado, não teria motivo para vender a empresa”, disse Bragagnolo.

Alem da Sulgás, o governador anunciou ontem a intenção de privatizar ou federalizar ainda a Ceee (Companhia Estadual de Energia Elétrica), a Cesa (Companhia Estadual de Silos e Armazéns) e a CRM (Companhia Rio-grandense de Mineração).

O secretário-geral de Governo, Carlos Búrigo, em entrevista ao Programa Agora, da Rádio Guaíba, na manhã dessa terça, admitiu que o Piratini ainda não tem previsão de possíveis valores de venda das empresas, defendendo que se trata de uma postura estratégica.

“Não temos isso. Temos estudos, mas é muito prematuro. São ativos que temos no Estado. Segundo, vamos deixar de colocar dinheiro do tesouro em algumas dessas empresas que, é o que está apontando ali na frente. E, terceiro, são empresas importantes na geração de energia, e quando a economia começar a crescer, serão importantes para atrair empresas”, disse Búrigo.

Para se desfazer das empresas em um segundo momento, o pacote anunciado ontem por Sartori inclui uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que retira a atual exigência de plebiscito para venda da Ceee, CRM e Sulgás.

Do total de lucro da Sulgás, 50% é obrigatoriamente reinvestido na própria empresa. O restante é dividido proporcionalmente entre os acionistas, sendo o Estado majoritário com 51% das ações.

Empresa é uma das quatro que o governador Sartori anunciou projeto de vender ou federalizar

2 pensamentos sobre “Sulgás tem lucro de R$ 120 milhões em 2016 mas Sartori quer vender

  1. Pingback: Sulgás tem lucro de R$ 120 milhões em 2016 mas Sartori quer vender — Luíz Müller Blog | parabelumblog

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s