Uncategorized

SAP cancela patrocínio na RBS

A SAP decidiu cancelar seu patrocínio do programa Confraria da Rádio Gaúcha após declarações consideradas racistas e homofóbicas feitas pelo seu apresentador, Pedro Ernesto Denardin.

Denardin, narrador de futebol e um dos nomes mais conhecidos do rádio gaúcho, fez comentários sobre o atacante do Grêmio Miller Bolaños durante uma apresentação privada como cantor.

O equatoriano Bolaños foi uma das grandes contratações tricolores para o ano, mas vinha tendo um desempenho muito abaixo do esperado e foi emprestado na semana passada para o Tijuana, do México.

Bolaños jogou poucos jogos como titular e estava afastado do grupo, situação que gerou uma série de boatos e especulações em redes sociais, algumas delas abordadas de forma indireta na imprensa esportiva gaúcha.

Durante seu show, gravado sem autorização por uma câmera de celular, Denardin aborda o tema de maneira bastante mais direta. O vídeo foi divulgado em redes sociais e alguns torcedores gremistas pressionaram marcas para retirar patrocínios ao programa.

“A SAP repudia toda e qualquer manifestação racista e homofóbica, e investe constantemente em iniciativas que promovam a diversidade”, afirmou a empresa em um tweet. “Sempre promovemos a diversidade e o respeito, por isso a @SAPBrasil decidiu retirar o patrocínio do programa de @pedroernestors”, agrega a empresa em outro tweet.

Denardin se desculpou no Twitter. A SAP foi a única patrocinadora a deixar os apoiadores do programa.

A SAP, como outras multinacionais de TI, tem apostado forte em uma linha de ações de responsabilidade social corporativa focada em questões de integração de minorias na força de trabalho.

A empresa mantém um grupo interno de funcionários chamado Pride@SAP do qual podem participar funcionários de qualquer orientação sexual.

O grupo já promoveu dois encontros sobre o tema no SAP Labs, centro de desenvolvimento e suporte da empresa em São Leopoldo, na região metropolitana de Porto Alegre.

No ano passado, por exemplo, a empresa assinou a Carta Compromisso do Fórum de Empresas e Direitos LGBT.

O documento reúne 10 compromissos das empresas com a promoção dos direitos humanos de pessoas lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais.

Para completar a situação, as declarações de Denardin ofenderam a torcida do Grêmio, clube com o qual a SAP mantém uma relação próxima devido ao uso de seu software analítico no departamento de futebol tricolor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s